Em campo reduzido, Tite cobra mais mobilidade de Adriano no ataque

 

Sem Liedson, Imperador trabalha com o setor ofensivo titular e cumpre mais uma etapa para poder pelo menos começar no banco no jogo de domingo

 

A expectativa aumenta no Corinthians. Adriano cumpriu nesta quarta-feira mais uma etapa da preparação para estrear com a camisa alvinegra, domingo, contra o Atlético-GO, às 16h, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Sem Liedson, ainda em tratamento no departamento médico por causa de dores no joelho esquerdo, o Imperador foi colocado pelo técnico Tite no ataque titular em uma atividade em campo reduzido.

 

 
Os jogadores participaram do chamado “treino alemão”, com três equipes no gramado, separando os defensores dos homens de frente. Adriano atuou ao lado do volante Paulinho, dos meias Danilo e Alex e dos atacantes Jorge Henrique e Willian. Do outro lado estavam Alessandro, Paulo André, Leandro Castán, Fábio Santos, Moradei e Bruno Octávio. Os dois últimos fazem parte da dúvida do treinador para substituir Ralf, convocado para a Seleção Brasileira.

Por orientação da comissão técnica, Adriano tentou se movimentar mais, porém, teve problemas pela proximidade dos jogadores no campo. Na terça-feira, após o Imperador marcar três gols em um coletivo, Tite cobrou uma evolução neste quesito para poder relacioná-lo no fim de semana. Após o trabalho, ele ainda realizou finalizações. Internamente, após a atividade, o centroavante foi elogiado e animou a comissão técnica.

Adriano corinthians treino (Foto: Wagner Eufrosino/GLOBOESPORTE.COM)

Apesar de ter treinado com o ataque titular, Adriano não está garantido diante do Dragão. O departamento médico e a comissão técnica querem aguardar pelo treino de quinta-feira à tarde, provavelmente outro coletivo, para determinarem se ele terá condições de fazer seu primeiro jogo pelo Timão.

A previsão é que o goleador seja relacionado, mas não como titular. Como ainda precisa evoluir fisicamente e ganhar mais ritmo, o jogador deve iniciar a partida no banco de reservas e atuar por, no máximo, 30 minutos.